Cookies management by TermsFeed Cookie Consent

Momento de fé com Padre Pedro Henrique IV.

Capitulo 2. Maria a nova arca da aliança. parte 2.

Padre Pedro Henrique

Momento de fé com Padre Pedro Henrique IV.

Por Thiago Silva - 05/12/2021

De modo mais preciso é possível perceber a grandiosidade da ação de Deus em Maria no hino maravilhoso do Magnificat, expresso no capítulo 1 de São Lucas do versículo 46 ao 55, onde está escrito:

Então Maria disse: "A minha alma engrandece ao Senhor, o meu espírito exulta em Deus meu Salvador, porque Ele viu a pequenez de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, porque o Todo-Poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, e sua misericórdia se estende de geração em geração, a todos que o temem. Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. Encheu de bens os famintos e despediu os ricos de mãos vazias. Socorreu Israel seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua misericórdia, para sempre”. Lucas 1:46-55

Este hino proclamado por Maria mostra que mesmo sendo ela uma jovem, Maria trazia dentro do seu coração, de modo muito consciente a certeza da Promessa.

Certamente, que na formação de Maria ela ouviu os prodígios que Deus fôra capaz de fazer na vida daqueles a quem Ele escolheu.

De certa forma Maria não sabia como se sucederiam as coisas, qual era definitivamente o seu papel na história da salvação e quais os passos que seu Filho amado tomaria e seguiria, mas em seu coração a jovem de Nazaré tinha a certeza que o poder de Deus triunfaria as injustiças e o sofrimento desta Terra. A lógica de Deus, de modo algum é a lógica deste mundo.

Com Maria temos de aprender a ser olhado por Deus e a sentir-se amado por Ele. Descobrir este segredo é uma graça extraordinária. Pois, quantas vezes em nossa vida nós acabamos passando por momentos difíceis em que não mais nos sentimos amados.

No Magnificat a mãezinha nos ensina que todos nós somos merecedores da graça, que o olhar de Deus se estende sobre todos os necessitados. O Senhor olha para a pequenez dos seus servos, os que assim como Maria cumprem a Palavra do Senhor. O mesmo Deus que exalta é o mesmo que pode destituir, o Deus que levou David ao trono de Israel é o Deus que depôs Saul por não cumprir a sua Palavra.

Mas o mais belo desse cântico é a profecia proclamada por Nossa Senhora, vinda da manifestação do Espírito Santo de Deus:

“Eis que, doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, porque o Todo-Poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, e sua misericórdia se estende de geração em geração, a todos que o temem”.Lucas 1:48-49

Maria é bendita, pois Deus a abençoou. Uma frase popular já dizia: “se a terra onde Cristo andou é santa, quão mais santo é o ventre que o gerou”. Maria é santa sim, e como disse Santa Isabel, Maria é a mais abençoada entre todas as mulheres que já existiu.

A grandeza de Maria vem da grandeza de Deus e se Deus disse que ela seria bendita entre todas as gerações, nenhum de nós homens temos o direito de questionar a vontade divina e sim se alegrar com a certeza de que Maria é o auxílio eterno da humanidade, a mãe dos desvalidos, dos necessitados, daqueles que mais precisam de Deus.


Compartilhe

Últimas Postagens