Cookies management by TermsFeed Cookie Consent

Daniel na cova dos leões - Parte 2

Como se tivesse lido o texto anterior, Xerxes percebeu que estava encurralado em suas ações, e sabia que prender Daniel na Câmara seria um tremendo tiro no pé, então criou um malabarismo jurídico, para congelar os bens do deputado.

Divulgação / Poder 360

Daniel na cova dos leões - Parte 2

Por Victor Vonn Serran - 01/04/2022

Como se tivesse lido o texto anterior, Xerxes percebeu que estava encurralado em suas ações, e sabia que prender Daniel na Câmara seria um tremendo tiro no pé, então criou um malabarismo jurídico, para congelar os bens do deputado.

Multa diária em processo penal é aberração, e mesmo que em parte, estreientes sejam admitidos, nunca seriam na fase de inquérito. Ou seja, quando você acha que o limite já foi ultrapassado, vem o mister egg e te mostra que imaginação e interpretação estão acima da própria constituição. Isso porque nem mencionei a revogação da LSN, e os desdobramentos que isso possibilita.

Sem meios para manter a subsistência da família, Daniel aceitou a ordem inconstitucional de colocar a coleira eletrônica. Mas isso ainda está longe de ser uma derrota, como pensam as hienas que gargalham com o ocorrido.

Lira foi absolvido das acusações da Lava-jato em fevereiro deste ano. Sabe que Alexandre tem uma birra pessoal com Daniel e não quer confusão com o Supremo. Porém, é seu dever pautar a casa para o caso do deputado. Ficar em evidência negativa em ano de pleito pode tirar o sono do líder da Câmara, e de boa parte dos sanguessugas que querem se escourar em Bolsonaro em Outubro. Por isso eu disse no texto anterior que a manobra de Daniel era inteligente e no tempo certo.

Bolsonaro apoia e observa o caso de longe, isso é nítido. Pedir posicionamento para o presidente, de Kassio ou Mendonça é um erro. A lei orgânica do magistrado impede manifestações fora dos autos, e acredito que na hora do julgamento pela cassação do deputado, um desses ministros deve pedir vista do processo. Isso vai dar tempo e fazer de Daniel Senador, já que a polêmica com certeza aumentará seus votos.

Não duvido que mesmo assim, novos malabarismos jurídicos sejam criados, e Daniel seja cassado, pois a segurança jurídica do país parece estar morta. Não sei se Paola tem mais de 35 anos para entrar como plano B no Senado, mas poderia ser uma alternativa.

No demais, desejo sorte ao deputado. E parabéns por não se entregar sem luta.


Compartilhe

Últimas Postagens