Os balões de ensaio para 2022

Com o anúncio dos nomes dos balões de ensaio para 2022, começa a se delinear o caminho da preferência, e as possíveis estratégias que podem traçar para aumentar seu poder e influência. 

Divulgação / Instagram

Os balões de ensaio para 2022

Por Victor Vonn Serran - 25/10/2021

Com o anúncio dos nomes dos balões de ensaio para 2022, começa a se delinear o caminho da preferência, e as possíveis estratégias que podem traçar para aumentar seu poder e influência. Um fator importante nesse momento é se Leite vai conseguir derrubar Dória nas prévias do PSDB, mas fora isso, muito do jogo já podemos vislumbrar.

A ordem do dia é desgastar o presidente e minar sua base de apoio, batendo inclusive nos canais onde tem mais ex. Não é a toa que Allan é um alvo, pois sua capacidade de mobilização é grande e também não está nenhum aspecto internacional. O Telegram passa a ser o próximo abatido, visto sua capacidade de atingir grupos e pessoas longe das limitações dos outros aplicativos.

Assim que medido esse desgaste, os candidatos da terceira via negociar apoio, que cresceria nas pesquisas antes do segundo turno, solicitando ao molusco ministérios e secretarias. Na minha opinião, um funil será feito para chegar a Lula, através de uma grande triangulação com os restantes candidatos. A parte decisiva desse embate seria do ex Juiz Sérgio Moro.

O ex ministro não apoiaria diretamente Luís Inácio, mas outro candidato que o apoiaria no segundo turno. Assim, Moro poderia trazer apoio a Leite e entregar a ele a parte dos votos do centro direita lava-jatista. Quando Leite declarasse apoio a Lula, seria uma espécie de voto indireto, que o petista não teria desse eleitorado.

Pacheco poderia ser vice, ou desistir e manter Kassab no lugar. Bolsonaro sairia pelo PP, mais apoiaria os senadores e os deputados mais próximos em partidos satélites como PL, e PTB. Porém, o PTB tem um golpe interno tentando se intensificar, e isso se busca um recebimento para os aliados do presidente. Na minha opinião, grande parte virá pela sigla de Valdemar Costa Neto.

Todo esse plano só vai funcionar se o Bolsonaro perder popularidade até Agosto do ano que vem. Então os tendem a aumentar, assim como a pressão por todos os oponentes já conhecidos. 

Eles sabem que se Jair ficar mais quatro anos sem (p) andemia, ele afasta a deixada e por dez ou quinze anos do poder, assim como all a mamata e os esquemas tradicionais de corrupção. Isso tira o sono de todos esses caras já faz um tempo. 

Se eles querem voltar a dormir? 

Claro que querem. 

Cabe a todos nós dar uma forcinha para que essa insônia dure mais um pouquinho, virando possivelmente uma hibernação. Assim espero.


Compartilhe

Últimas Postagens