App de denúncia de violência contra a mulher disputa semifinal de mundial

O aplicativo foi criado como uma parte de projetos da USP.

App de denúncia de violência contra a mulher disputa semifinal de mundial Foto: Felipe Lazzarotto/EPTV

App de denúncia de violência contra a mulher disputa semifinal de mundial

Ciência e Tecnologia Por: Natalie Gallacci - 05/07/2021

Desenvolvido por Adrielly Inocêncio, de 14 anos e mais 3 colegas, o aplicativo de denúncia da mulher foi um dos quatro que foram selecionados para representar o nosso país na semifinal da competição mundial de tecnologia Technnovation Girls na categoria júnior. 

Com a inscrição de 23 equipes, passando somente 15 para a próxima fase, onde 4 são da categoria júnior e 11 da sênior. A intenção do torneio é incentivar meninas de 10 a 18 anos a realizarem atividades na área de tecnologia. O desafio do evento era criar um aplicativo inovador que proporcionasse melhorias nas tarefas dos usuários. Adrielly relata que por conta do momento atual em que vivemos e com o aumento de casos de agressão doméstica, ela e suas colegas desenvolveram o aplicativo para denúncias de violências contra a mulher.

O aplicativo Diana

O intuito é ser algo de fácil acesso, podendo ser baixado em qualquer celular. Para que o agressor da vitima não desconfie, o aplicativo tem uma interface, quando visto pelo agressor, parece uma estante de livros virtual, imitando os aplicativos de leitura.  Ao abrir um dos livros desta estante, a vitima é direcionada para um bate-papo com a inteligência artificial Diana, podendo registrar sua ocorrência e acionando a Central de Atendimento à Mulher pelo telefone 180.


Compartilhe