Domingo será reaberto o Museu da Língua Portuguesa para o público

Em torno de R$ 85 milhões foram investidos nas obras de reconstrução

Domingo será reaberto o Museu da Língua Portuguesa para o público Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Domingo será reaberto o Museu da Língua Portuguesa para o público

Cultura Por: Natalie Gallacci - 29/07/2021

A reabertura do Museu de Língua Portuguesa será neste domingo (01/08), no sábado (31/07), será realizado um evento de abertura com autoridades de países que falam a língua portuguesa e ex-presidentes do Brasil. Situado na Estação Luz, em um edifício do final do século 19, o Museu fica no centro de São Paulo, foi danificado por um incêndio que ocorreu em dezembro de 2015. Hoje (29/07), as obras para a reconstrução foram finalizadas e entregues.

Com o investimento em torno de R$ 85 milhões nas obras de reconstrução, vindo de inúmeros apoiadores privados, do Governo do Estado de São Paulo e do Governo Federal pela Lei Rouanet. As obras foram iniciadas em 2017 e foram acompanhadas pelos órgãos federais, municipais e estaduais de proteção do patrimônio artístico e histórico. A reconstrução feita acarretou em novos espaços ao projeto original, assinado pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha (1928-2021), entre eles, está um terraço com visão para o Jardim da Luz e para a torre do relógio, símbolo da estação. Foi criado também um centro de referência de estudos da língua portuguesa, para recepcionar fóruns e possibilitar a aproximação de pesquisadores.

O museu conservou o conceito de exposições interativas e imersivas, com o conteúdo preparado com a parceria de estudiosos, artistas e linguistas do Brasil e outros países lusófonos. Entre os nomes com visibilidade estão: os escritores José Eduardo Agualusa, Mia Couto, Marcelino Freire e Antônio Risério, a slammer Roberta Estrela D’Alva, documentarista Carlos Nader e o músico José Miguel Wisnik.

Normas de segurança

A reabertura acontecerá dentro das normas de segurança para evitar a propagação do vírus da COVID-19, tendo a necessidade de realizar o agendamento antecipado das visitas, com restrição de público, as pessoas receberão também uma caneta exclusiva para poderem interagir com os vídeos e jogos com a tecnologia touch screen.

De acordo com Renata Motta, diretora-executiva, a instituição tem como objetivo além da missão educativa, o diálogo com a vizinhança, “A gente tem todo um restauro muito bonito desse edifício, com a ativação de novos espaços com ocupação de serviços de café e loja e também um saguão com uma programação cultural que faz o diálogo com esses diferentes públicos do entorno”, disse.

O horário de funcionamento do Museu é de terça-feira a domingo, das 09h às 18h, tendo entrada gratuita nos sábados, nos outros dias, os preços são de R$ 20 e R$ 10 para meia entrada. Para mais informações referente a visitação e compra dos ingressos podem ser realizadas na página da instituição.


Compartilhe