Cookies management by TermsFeed Cookie Consent

Programa Nome Limpo oferece R$ 100 milhões em crédito a juro zero para empresas de SP

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico paulista oferece R$ 100 milhões em crédito para negativados durante a pandemia da Covid-19 com o programa Nome Limpo

Programa Nome Limpo oferece R$ 100 milhões em crédito a juro zero para empresas de SP Foto: Divulgação

Programa Nome Limpo oferece R$ 100 milhões em crédito a juro zero para empresas de SP

Economia Por: Alexandre Branco - 13/05/2022

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico paulista oferece R$ 100 milhões em crédito para negativados durante a pandemia da Covid-19 com o programa Nome Limpo. A iniciativa já está em operação no Estado e tem como objetivo ajudar empresas afetadas pelas restrições geradas pela crise do coronavírus.

Lançado neste ano, a iniciativa visa facilitar a regularização da situação de empresários negativados junto aos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. Empresários podem solicitar crédito de R$ 100 a R$ 5 mil reais com até 180 dias para iniciar o pagamento da 1ª parcela e 24 meses para quitação do crédito.

“Acompanhando os impactos da pandemia em nossa economia, entendemos que muitos empreendedores estavam com o nome sujo, por não conseguirem pagar pequenas dívidas, essenciais para os seus negócios. O Programa Nome Limpo foi criado para atender essa demanda e garantir que os empreendedores de São Paulo possam voltar a abrir seus negócios e continuem a crescer”, destacou Marina Bragante, secretária executiva e responsável pelo expediente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Por meio do Banco do Povo, o crédito será concedido a pessoas jurídicas qualificadas como MEI (Microeemprendedor Individual), ME (Micro Empresa), Eireli (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) ou LTDA (sociedade limitada) que se endividaram durante a pandemia e não conseguiram quitar os pagamentos e por conta disso, foram negativados.

As condições para os empréstimos são: residentes do Estado de São Paulo; ter dívida contraída a partir de março de 2020; ter realizado curso de qualificação empreendedora; apresentar plano de recuperação; e possuir documento comprobatório emitido por órgãos de defesa do consumidor. Para solicitar a linha de crédito, os interessados devem comparecer à unidade do Banco do Povo de seu município, local onde o CNPJ está registrado.

O Banco do Povo Paulista (BPP) está presente em todo o Estado de SP, sendo que mais de 500 municípios operam a política de microcrédito descentralizada. O BPP desembolsou no ano passado R$ 315,7 milhões em mais de 19 mil operações. Para este ano, a meta é atingir R$ 378 milhões e atingir um número ainda maior, superando 30 mil empreendedores em todo o Estado.


Compartilhe