Vulcão entra em erupção nas Ilhas Canárias

O vulcão do parque de Cumbre Vieja situado em La Palma, uma das oito ilhas do arquipélago das Ilhas Canárias que é território espanhol, entrou em erupção neste último domingo (19), após 50 anos desde sua última erupção em 1971.

Vulcão entra em erupção nas Ilhas Canárias Foto: Desiree Martin / AFP

Vulcão entra em erupção nas Ilhas Canárias

Geral Por: Thiago Silva - 20/09/2021

O vulcão do parque de Cumbre Vieja situado em La Palma, uma das oito ilhas do arquipélago das Ilhas Canárias que é território espanhol, entrou em erupção neste último domingo (19), após 50 anos desde sua última erupção em 1971. O vulcão, que é ativo, já vinha em constantes atividades desde quinta feira (16), o governo e a população já estavam em alerta amarelo para a possibilidade de erupção. Foram registrados na ultima semana 22 mil tremores na área de Cumbre Vieja.

Antes mesmo da erupção, autoridades já removiam pessoas e animais das imediações, com um volume aproximado de 17 milhões de metros cúbicos, a lava, já destruiu cerca de cem casas até esta manhã de segunda feira (20), cada metro cúbico de lava é equivalente a mil litros. Apesar dos danos materiais até o presente momento, felizmente não há registro de mortos ou feridos, cerca de 5 mil pessoas dentre elas 500 turistas, foram removidos do local e a lava segue devastando vilarejos e bloqueando estradas rumo ao litoral. La Palma tem uma população de 85 mil habitantes e está situada na costa oeste da África a cem quilômetros de Marrocos.

A situação das Ilhas Canárias além de ser notícia mundial ganhou ainda mais notoriedade, pois surgiu uma possibilidade ainda que mínima e rara, da erupção causar um tsunami no nordeste brasileiro mais precisamente nas regiões do Ceará ao Rio Grande do Norte. Essa possibilidade de acordo com especialistas é extremamente remota, mas vale a atenção e o aviso do governo espanhol. O primeiro ministro da Espanha Pedro Sanchez cancelou sua ida a Nova York onde participaria da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, e já esta em La Palma para acompanhar as operações.


Compartilhe