Líderes radicais foram nomeados pelo Talibã em postos-chave no Afeganistão

Comandantes eleitos são veteranos de campos de batalha

Líderes radicais foram nomeados pelo Talibã em postos-chave no Afeganistão Foto: Taliban Handout/ via REUTERS

Líderes radicais foram nomeados pelo Talibã em postos-chave no Afeganistão

Geral Por: Natalie Gallacci - 22/09/2021

Foi anunciado nesta terça-feira (21/09) inúmeros cargos de primeiro escalão pelo Talibã, nomeando dois comandantes veteranos dos campos de batalhas saídos do reduto do movimento no sul do país como vice-ministros. O importante porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, declarou que o mulá Abdul Qayyum Zakir vai ser vice-ministro da Defesa e que Sadr Ibrahim exercera como vice-ministro do Interior.

Acreditavam que ambos iriam ocupar as posições de destaque na nova presidência, entretanto, nenhum dos dois estavam na lista principal de ministros que foi divulgada esse mês. De acordo com os relatórios da Organização das Nações Unidas (ONU), ambos os comandantes guerreiros leais ao mulá Akhtar Mansour, ex-líder do Talibã, que estavam coagindo a liderança a intensificar a guerra contra o governo apoiado pelo ocidente.

As nomeações ampliam a lista de radicais no central grupo de ministros, que abrange pessoas como Sirajuddin Haqqani, líder da rede militante Haqqani, culpada de uma série de ataques contra alvos civis. Entretanto, as nomeações também aparentam representar uma apreensão do Talibã de assegurar a unidade, equilibrando as desigualdades regionais e pessoais que aparecem durante o movimento. Segundo o relatório de junho do Conselho de Segurança da ONU, Zakir e Sadr lideraram as forças que tradicionalmente atuavam em várias regiões, e sua independência e poder fizeram a liderança temer tensões em relação da lealdade de certos grupos.


Compartilhe