Morre Abdul Qadeer Khan, o pai da bomba atômica no Paquistão

Cientista de 85 anos morreu por complicações da Covid-19.

Morre Abdul Qadeer Khan, o pai da bomba atômica no Paquistão Foto: Reprodução AlJazeera

Morre Abdul Qadeer Khan, o pai da bomba atômica no Paquistão

Geral Por: Thiago Silva - 10/10/2021

O cientista nuclear paquistanês, Abdul Qadeer Khan, morreu na manha deste domingo (10) devido a complicações da Covid-19, ele já vinha sofrendo com a doença desde agosto e havia sido hospitalizado varias vezes nesse período, Abdul morreu após ser transferido para o hospital KRL, em Islamabad, capital do Paquistão.

Precursor na tecnologia nuclear, Abdul é considerado o pai da bomba atômica no Paquistão e é responsável por levar o país a um patamar de tecnologia nuclear extremamente avançado se tornando a primeira potencia nuclear islâmica.

Ele se tornou um herói nacional em maio de 1998, quando a Republica Islâmica do Paquistão entrou oficialmente na lista das potencias militares atômicas, graças a testes realizados poucos dias depois dos da Índia, seu eterno rival.

Apesar dos avanços na tecnologia, pesa sobre Abdul a acusação de ter espalhado essa tecnologia ilegalmente por alguns países como, Irã, Coreia do Norte e líbia, mas nada que afetasse sua popularidade e status no país onde escolas, hospitais e universidades levam o seu nome como homenagem.

Muitas personalidades locais expressaram seu pesar pela morte do cientista, o premiê lamentou a morte de Abdul, e disse que “sua contribuição foi crucial” para que o país se firmasse como uma potencia regional.

“estou profundamente triste com o falecimento do Dr. AQ Khan, para o povo paquistanês ele era um ícone nacional”, declarou no Twitter o primeiro-ministro paquistanês Imran Khan.

Abdul Qadeer Khan foi sepultado na tarde deste domingo (10), seguindo a tradição islâmica de sepultamento dentro das 24 horas após a morte.


Compartilhe