Depois de repercussão, deputado Rodrigo Amorim propõe homenagem a Maurício Souza

Parlamentar cita “ditadura gay”, nas redes sociais o atleta tem o apoio massivo de internautas, atletas, celebridades e políticos.

Depois de repercussão, deputado Rodrigo Amorim propõe homenagem a Maurício Souza Foto: Reprodução Gazeta do Povo

Depois de repercussão, deputado Rodrigo Amorim propõe homenagem a Maurício Souza

Geral Por: Thiago Silva - 29/10/2021

Nesta quinta-feira (28) o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL-RJ), propôs para Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ), realizar uma homenagem ao jogador de vôlei, Maurício Souza, que foi demitido do Minas Tênis Clube por expressar sua opinião e se indignar com a versão bissexual do herói dos quadrinhos, Superman.

No documento, Amorim apresentou um pedido de moção de congratulações e aplausos para o atleta, segundo o deputado, Maurício “vem sendo julgado pela denominada ditadura gay”.

“Nitidamente, estamos vivendo um período escabroso, onde as pessoas estão alijadas do seu direito à liberdade de expressão”, defendeu o parlamentar.

O jogador foi desligado do clube após se posicionar contrario ao novo Superman que é assumidamente bissexual, Maurício usou suas próprias redes sociais para demostrar indignação sobre o assunto, na publicação ele diz; “Ah, é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar”.

Após repercussão o atleta foi coagido, perseguido e injustiçado, tendo que ser obrigado a pedir desculpas por seu posicionamento e opinião, mesmo assim as “marcas” que patrocinam o clube pressionaram até a demissão de Maurício.

Mas apesar de tudo o atleta não se viu sozinho, o Instagram do mesmo teve uma “onda” de novos inscritos saltando de 200 mil para mais de 1 milhão de novos adeptos, Mauricio agradeceu o apoio que vem recebendo.

“Fala, pessoal! Boa noite. Estou passando aqui para agradecer a todo apoio e todo carinho que você estão me dando. Está sendo muito importante nesse momento que estou passando”, disse.

O meio de rede ainda aproveitou para alfinetar Douglas Souza, ex-colega de Seleção brasileira e homossexual assumido. Douglas foi um dos que comemorou a demissão de Maurício do Minas.

“Eu tinha 200 mil seguidores, e hoje eu tenho 700 mil (agora são mais de 1 milhão). E graças a Deus eu não precisei ficar sambando em cima de cama e nem desfilando na quadra para ganhar o respeito e admiração de vocês”, disparou.

Lideranças religiosas também prestaram apoio ao atleta, o pastor Silas Malafaia, proeminente conservador e linha de frente contra essas ideologias, prestou solidariedade a Maurício através de um vídeo nas suas redes sociais.

“Se você não pensa igual àquele lixo moral, eles chamam você de homofóbico, de fundamentalista, retrógrado e por aí afora. Você deve falar o que eles querem, o que eles pensam. O que está acontecendo? Que sociedade é essa?”, questionou o religioso.

O pastor encerra o vídeo destacando que o posicionamento de Maurício é a visão da maioria da sociedade brasileira.

“Você [Maurício] tem direito de se expressar. O que você falou é o que maioria da sociedade brasileira pensa. A minoria quer impor o seu estilo de vida à maioria, e nós não vamos aceitar!”, finalizou.

Nas redes sociais Maurício teve um apoio massivo, e em forma de solidariedade com o atleta, foi possível notar em diversos perfis a reprodução da imagem que ele postou nas suas redes sociais do Superman dando um beijo na Mulher Maravilha.

Após a iniciativa, personalidades e políticos passaram a compartilhar a mesma imagem em suas redes sociais. Nomes como o da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), do deputado Hélio Lopes (PSL-RJ), do secretário de Cultura Mario Frias e o do vereador Alexandre Isquierdo, do Rio de Janeiro, republicaram o beijo entre o Superman e a Mulher Maravilha.

Nikolas Ferreira (PRTB) o vereador mais votado na historia de Belo Horizonte MG, postou.

“Você não errou. Ser contrário à uma prática sexual não é crime. Que se dane essa pressão do coletivo”

Bruno Engler (PRTB), deputado estadual por Minas Gerais, também demonstrou sua indignação com a demissão do atleta.

“Meu amigo, NUNCA DEIXE DE SE POSICIONAR! Contem sempre comigo”.

O ator Thiago Gagliasso foi outro a se posicionar em favor de Maurício.

“Pede desculpas para lazarento nenhum. Você não errou”.

O jogador Felipe Melo também deixou seu apoio.

“Você é um homem de valor, conte sempre comigo, Deus abençoe você e os seus!”.

O ex-jogador da NBA Nenê Hilário também se solidarizou com o caso do atleta.

“Irmão, NUNCA NINGUÉM VAI REMOVER NOSSOS VALORES!!! ‘Tamo’ junto e se Deus é por nós, quem será contra nós??? Vencendo para todo sempre Cristo, família e o próximo!!!”.

O pastor Felippe Valadão deixou seu comentário também.

“Agora a jiripoca vai piar, esse povo chegou ao limite, estamos com você irmão”.

Sikêra Junior também se manifestou.

“Deus te abençoe e proteja”, escreveu junto a palmas.

O senador Flávio Bolsonaro (Patriotas), também se indignou e chegou a pedir boicote aos patrocinadores do clube.

“Não compre produtos da Fiat e da Gerdau, são contra a liberdade de opinião! Estes patrocinadores do vôlei do Minas Tênis Clube são os responsáveis pela perseguição ao grande Maurício Souza! Comer o pão que o diabo amassou para vencer na vida, pelos próprios méritos, não vale nada para esses patrocinadores. Toda minha solidariedade a você, Maurício! Não vai faltar time querendo seu talento e respeitando suas opiniões”.


Compartilhe