Enfermeira que matou pacientes com desinfetante é condenada a prisão perpétua

Caso ocorreu em um hospital no Japão.

Enfermeira que matou pacientes com desinfetante é condenada a prisão perpétua Foto: Reprodução IG

Enfermeira que matou pacientes com desinfetante é condenada a prisão perpétua

Geral Por: Thiago Silva - 10/11/2021

Nesta ultima terça-feira (9) a enfermeira Ayumi Kuboki, de 34 anos, foi condenada a prisão perpétua pelo tribunal distrital de Yokohama, no Japão. A enfermeira foi acusada de ter matado três pacientes do hospital, colocando desinfetante nos soros intravenosos dos mesmos.

No tribunal a enfermeira afirmou ter envenenado os pacientes intencionalmente, as vitimas que tinham idade entre 70 e 80 anos, foram mortas a cerca de cinco anos, o caso chocou o país.

Para a policia, Ayumi confessou ter matado 20 pacientes em um período de dois meses, mas perante aos promotores ela optou pelo silencio.

Os promotores que acusaram a enfermeira pediram a pena capital. Os advogados de defesa, por sua vez, argumentaram que sua cliente passou a sofrer de depressão devido ao estresse causado pelas mortes.

O juiz responsável pelo caso disse à imprensa que cogitou a possibilidade de condenar Kuboki à morte, mas desistiu.

“Ela disse que se arrepende e quer pagar por seu crime. Há uma possibilidade de que ela se reabilite”, afirmou o magistrado.

Em entrevista à emissora NHK, o filho de uma das vítimas não concordou com a visão do juiz.

“Ela matou pessoas inocentes por motivos egoístas e não foi condenada à morte. Está errado”, afirmou.


Compartilhe