Cookies management by TermsFeed Cookie Consent

Polícia de Hong Kong fecha jornal com tendência democrática

Ao menos seis pessoas foram presas.

Polícia de Hong Kong fecha jornal com tendência democrática Foto: Reprodução mídia local

Polícia de Hong Kong fecha jornal com tendência democrática

Geral Por: Thiago Silva - 29/12/2021

Nesta quarta-feira (29), a Polícia local de Hong Kong realizou uma operação visando o fechamento do jornal Stand News, que, de acordo com as autoridades, exerce função conspiratória contra o governo e tendência pró democrática. Ao menos seis pessoas foram presas por conspiração para divulgar uma publicação considerada sediciosa.

Munidos por mandados que se apoiam em uma lei de segurança nacional, os 200 policiais que realizaram a ação apreenderam materiais jornalísticos relevantes e fecharam o escritório da agência de noticias que agia de forma online.

As pessoas que foram detidas nesta operação podem receber sentença de até dois anos de prisão ainda com o recebimento de multa. De acordo com o jornal local South China Morning Post, a polícia prendeu um atual e um ex-editor do Stand News, bem como quatro ex-membros do conselho, incluindo a cantora e ativista Denise Ho e a parlamentar Margaret Ng.

As autoridades da cidade semiautônoma chinesa estão acuando e eliminando os dissidentes locais, a polícia de Hong Kong já havia invadido os escritórios do agora extinto jornal Apple Daily, apreendendo caixas de materiais e discos rígidos, para ajudar em sua investigação, e congelando milhões em ativos, que, mais tarde, forçaram o jornal a encerrar suas operações. A polícia acusou o ex-editor do Apple Daily Jimmy Lai de sedição na terça-feira (28).

A Stand News, no início deste ano, disse que suspenderia as assinaturas e removeria a maioria dos artigos de opinião e das colunas de seu site devido à lei de segurança nacional. Seis conselheiros também haviam renunciado à empresa.


Compartilhe