Cookies management by TermsFeed Cookie Consent

MPRJ arquiva inquéritos sobre 5 das 28 mortes no Jacarezinho

As mortes estão sendo investigadas por uma força-tarefa do MPRJ.

MPRJ arquiva inquéritos sobre 5 das 28 mortes no Jacarezinho Foto: MPRJ

MPRJ arquiva inquéritos sobre 5 das 28 mortes no Jacarezinho

Geral Por: Thiago Silva - 11/02/2022

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) decidiu arquivar quatro procedimentos de investigação criminal que apuravam as mortes de cinco pessoas no Jacarezinho, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, em maio do ano passado. A operação policial realizada na comunidade deixou um total de 28 mortos, sendo 27 criminosos e infelizmente 1 policial civil.

Apesar da ação exitosa da força policial, as mortes dos indivíduos estão sendo investigadas por uma força-tarefa do MPRJ. Antes de arquivar os quatro inquéritos, o MPRJ disse ter realizado oitivas de parentes das “vítimas” e de testemunhas e analisado os laudos de uma perícia independente, mas não encontrou evidências de crimes cometidos pelos policiais.

O MPRJ concluiu que essas cinco mortes ocorreram em decorrência de confronto armado. Os procedimentos foram encaminhados para análise pelo 2º Tribunal do Júri do Rio de Janeiro.

Outras investigações estão em andamento, e certamente terão o mesmo destino, que é o arquivamento, tendo em vista a exitosa ação policial que pôs fim a mais uma quadrilha criminosa do Rio de Janeiro.

Em outubro do ano passado, a força-tarefa do MPRJ denunciou dois policiais pelo “homicídio” de Omar Pereira da Silva. O MPRJ diz ter encontrado indícios de que Omar foi “executado quando já estava encurralado, desarmado e ferido”, fato esse bastante controverso. Os policiais ainda são acusados de terem adulterado a cena do crime, outro ponto de discussão que exige melhor análise por ser extremamente duvidoso.

(Com informações da Agência Brasil)


Compartilhe