Cookies management by TermsFeed Cookie Consent

Moção de aplausos em homenagem a Estela Borges Morato é aprovada na Alesp.

Proposta, de nossa autoria, foi encaminhada a Assembleia pelo deputado estadual Danilo Balas.

Moção de aplausos em homenagem a Estela Borges Morato é aprovada na Alesp. Foto: Notícias Metropolitanas

Moção de aplausos em homenagem a Estela Borges Morato é aprovada na Alesp.

Geral Por: Thiago Silva - 27/06/2022

Como havíamos noticiado no dia 19 de fevereiro deste ano, após uma união de esforços entre nós (Notícias Metropolitanas) e o deputado estadual Danilo Balas (PL), uma moção de aplausos em homenagem à heroína da Polícia Civil, Estela Borges Morato, fora protocolada na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

No último dia 21 deste mês, pouco mais de quatro meses após a protocolação, a moção, enfim, foi aprovada. Essa é a primeira conquista que conseguimos em nome de Estela desde a nossa iniciativa no dia 12 de novembro de 2021. Na ocasião, publicamos um artigo onde expomos ao público a história e trajetória dessa grande mulher, cujo pesado legado esta sendo retirado pouco a pouco do esquecimento.

Estela era agente do saudoso Departamento de Ordem Politica e Social (DOPS) e foi morta durante operação comandada pelo delegado Sérgio Paranhos Fleury no dia 4 de novembro de 1969, na Alameda Casa Branca, em São Paulo. Operação essa que colocou fim na vida criminosa de Carlos Marighella.

O deputado Danilo Balas, responsável pela protocolação da homenagem, diz que “Estela foi um dos grandes exemplos do quão podemos lutar, mesmo jovens, por um Brasil justo e, principalmente, com Deus acima de tudo. A aprovação dessa moção, sem dúvida, significa uma justa homenagem a essa guerreira”.

A injustiça que vinha sendo cometida contra a história, e que ainda se faz presente, foi algo realmente motivador para que essa batalha fosse iniciada. A inversão de valores que acontece nesse país é algo imensurável, quase utópico, ao ponto de um grupo político adorar e influenciar outras pessoas a também adorar uma figura vil e desprovida de caráter, como era o terrorista Carlos Marighella.

É inconcebível acreditar que isso ainda ocorra. E quando olhamos e equiparamos a situação, vemos que quase ninguém, principalmente os jovens, se recorda de Estela Morato e seus imensuráveis feitos em nome dessa nação. Foi nesse triste cenário que essa luta por justiça começou.

Agora, após muito tempo de injustiça e esquecimento, Estela Morato será aplaudida pelos seus feitos, e será honrada por ter defendido a nação com o sacrifício da própria vida.


Compartilhe