Fundec completa 29 anos e prepara apresentação on-line com Spalla da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo

A Fundação de Desenvolvimento Cultural de Sorocaba (Fundec), conveniada com a Secretaria da Cultura (Secult), completou 29 anos no último dia 14 de abril.

Fundec completa 29 anos e prepara apresentação on-line com Spalla da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo Foto: Michele Alves

Fundec completa 29 anos e prepara apresentação on-line com Spalla da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo

Geral Por: Alexandre Branco - 28/04/2021

A Fundação de Desenvolvimento Cultural de Sorocaba (Fundec), conveniada com a Secretaria da Cultura (Secult), completou 29 anos no último dia 14 de abril. Como parte do cronograma festivo do mês, a Orquestra Sinfônica de Sorocaba (OSS) recebe a participação espontânea e gratuita de Emmanuele Baldini, Spalla da Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), regendo a OSS e também solando.

Após ensaios realizados na última quinta-feira (22) e nesta terça-feira (27), a apresentação oficial, com quatro músicas de compositores brasileiros e italianos, será gravada na quinta-feira (29), no auditório da Fundec. Uma das músicas já será divulgada, na sexta-feira (30), pelas mídias sociais oficias da Fundação no Instagram: @fundecsorocaba e no Facebook: /fundec.sorocaba

O violinista regente Emmanuele Baldini, de 49 anos de idade, natural de Trieste, na Itália, é o Spalla da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), fundador do Quarteto Osesp e diretor musical da Orquestra de Câmara de Valdivia (Chile) e da Sphaera Mundi (Porto Alegre). Vencedor de diversos concursos internacionais, como o “Forum Junger Kunstler”, em Viena, “Premier Prix de Virtuosité”, em Genebra, com direito a uma menção especial, e o terceiro prêmio no Concorso Lipizer di Gorizia, na Itália. Atuou como solista nas principais salas de concerto europeias, dentre elas: Viena (Konzerthaus), Luxemburgo e nas cidades de Paris e Copenhagen. E foi Spalla (primeiro violino) da Orchestra del Teatro Comunal de Bolonha, na Itália, da Orchestra del Teatro Giuseppe Verdi di Trieste, Itália e da Orquestra Sinfónica da Galiza, na Espanha. Atuou, ainda, como concertino da Orchestra del Teatro alla Scala di Milano, na Itália.

Fundec continua atuando durante a pandemia

A Fundec, ao longo de toda pandemia, sempre buscou alternativas para manter a área cultural e educacional em atividade. Adaptou-se rapidamente às aulas no modelo à distância, buscando, com sucesso, um novo modelo de comunicação para as atividades culturais via mídias sociais. Foi criada uma rede de novas atividades, com destaques muito bem recebidos, como o projeto Sarau e os Festivais Sinfônicos.

Por meio dos seus dois núcleos, um de Instituto Educacional e outro de Formações Artísticas, a Fundec busca proporcionar a todas as pessoas a oportunidade de apreciar arte e cultura de alto nível. Com cursos de música, sendo os instrumentos como piano e violino os mais procurados, e também com cursos de teatro e corais adulto e infantil.

Situada em um prédio histórico, fundado em 1844 como Teatro São Rafael, localizado na Rua Brigadeiro Tobias, a Fundec conta com recursos da Prefeitura de Sorocaba por meio de convênio, além de recursos próprios adquiridos por meio de bilheteria de eventos, aluguel do auditório e salas e por meio da matrícula dos cursos. Dessa forma, é possível fazer toda manutenção necessária do prédio e manter um local funcional e agradável aos alunos, músicos profissionais e ao público em geral.

“Nós temos alunos de 9 até 70 anos de idade, o que forma uma grande variedade de pessoas interessadas em aprender e fazer parte da cultura de Sorocaba. É interessante que a maioria dos estudantes tem menos idade que a própria Fundação que acabou de completar 29 anos. Isso nos deixa muito felizes, porque queremos incentivar as crianças a buscarem a arte desde cedo. Além disso, queremos divulgar nossos artistas sorocabanos, não apenas regionalmente, mas também em todo o país e, até mesmo, no exterior”, afirma Antonio Carlos Sampaio, presidente da Fundec.

“Por meio da Fundec, podemos dar uma identidade cultural à Sorocaba, formando novos profissionais sorocabanos, que iniciam na Orquestra Jovem, passando por quartetos, pela Banda Sinfônica e almejando chegar à Orquestra Sinfônica e, porque não, também alcançando carreira internacional”, conclui Luiz Antônio Zamuner, secretário da Cultura.

(Da Redação, com informações da Secom Sorocaba)


Compartilhe