Cookie Consent by TermsFeed Generator

Instituto Maria Claro será a beneficiada pela campanha “Panetone Solidário” em 2021

Neste ano, toda a renda arrecadada a partir da venda desses panetones será destinada ao Instituto Maria Claro, instituição tradicional na cidade, com quase três décadas de história.

Instituto Maria Claro será a beneficiada pela campanha “Panetone Solidário” em 2021 Foto: Divulgação

Instituto Maria Claro será a beneficiada pela campanha “Panetone Solidário” em 2021

Geral Por: Alexandre Branco - 27/10/2021

Em clima de Natal, e já pelo quinto ano consecutivo na cidade de Sorocaba, a rede de supermercados Tauste realiza a campanha “Panetone Solidário”. Neste ano, toda a renda arrecadada a partir da venda desses panetones será destinada ao Instituto Maria Claro, instituição tradicional na cidade, com quase três décadas de história.

“Todo mundo tem o costume de comprar panetones conforme vamos nos aproximando do Natal”, diz Carlos Janovitch, vice-presidente do Instituto. “A diferença, ao comprar um panetone da campanha “Panetone Solidário”, é que, além de adquirir um produto de qualidade por um preço bastante competitivo, as pessoas estarão contribuindo para uma causa nobre. Custa pouco fazer um grande gesto. Para nós, do Instituto Maria Claro, essa arrecadação será importante porque nos possibilitará aumentar a quantidade de crianças atendidas.”

Os primeiros panetones serão comercializado a partir de 1º de novembro. Para contribuir com a ação, que desde sua primeira edição já ajudou mais de 30 instituições, tudo o que os consumidores precisam fazer é adquirir os panetones, identificados pela embalagem da campanha, em qualquer unidade das lojas Tauste de Sorocaba, ao preço unitário de R$ 9,90.

O Instituto Maria Claro atua nas áreas da saúde, da educação e da assistência social, dedicando-se a habilitar e reabilitar crianças e adolescentes com deficiências múltiplas, além de oferecer atendimento e suporte às suas famílias.

A ação “Panetone Solidário” tem ainda o apoio da Universidade de Sorocaba (Uniso), por meio da Cria, agência experimental do curso de Publicidade e Propaganda, que desenvolveu os materiais promocionais da campanha.


Compartilhe