Cookies management by TermsFeed Cookie Consent

Filhotes de espécies em extinção nascem zoológico de Sorocaba

Filhotes de espécies de primatas brasileiros ameaçados de extinção nascem no Zoológico Municipal de Sorocaba

Filhotes de espécies em extinção nascem zoológico de Sorocaba Foto: Secom Sorocaba

Filhotes de espécies em extinção nascem zoológico de Sorocaba

Geral Por: Alexandre Branco - 18/03/2022

O Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros” registrou o nascimento de dois filhotes de mico-leão-de-cara-dourada (Leontopithecus chrysomelas) e quatro filhotes de sauim-de-coleira (Saguinus bicolor). Toda a equipe técnica do Zoo comemora bastante o fato, pois esses pequenos primatas brasileiros estão ameaçados de extinção na natureza.

Com isso, o Zoo de Sorocaba, mais uma vez, cumpre com um de seus papéis, que é o da conservação das espécies. “O ‘Quinzinho de Barros’ participa do programa de manejo ex situ de espécies ameaçadas, fruto do Acordo de Cooperação Técnica entre a Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (Azab) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), sendo que o sauim-de-coleira e o mico-leão-de-cara-dourada são espécies-alvo dessa iniciativa. Por esse motivo é que o nascimento deles é tão especial”, explica o biólogo Marcos Tokuda.

Os filhotes de sauim-de-coleira nasceram no dia 25 de dezembro do ano passado e no dia 15 de fevereiro deste ano. Já, os filhotes de mico-leão-de-cara-dourada nasceram no dia 22 de dezembro.

O sauim-de-coleira é uma espécie endêmica da Floresta Amazônica brasileira, isso quer dizer que ele é encontrado em apenas um determinado local do mundo. No caso desse primata, sua área de ocorrência é restrita a Manaus, Rio Preto da Eva e Itacoatiara, três municípios do Amazonas. O crescimento populacional humano, que gera a perda de habitat causada pela expansão das cidades, é uma das ameaças aos sauins, que têm enfrentado acentuado declínio populacional. Trata-se de uma das espécies de primatas mais ameaçados do mundo e está classificada como criticamente em perigo de extinção.

Já, o mico-leão-de-cara-dourada é uma espécie endêmica da Mata Atlântica do Brasil e, atualmente, é encontrado no Sul da Bahia. Assim como o sauim-de-coleira, o mico-leão sofre com a redução e fragmentação do seu habitat.

O “Quinzinho de Barros” possui duas famílias de sauim-de-coleira e uma família de mico-leão-de-cara-dourada. Um fato curioso sobre essas espécies é que o cuidado com os filhotes é dividido entre os membros da família. O pai carrega os filhotes em grande parte do tempo, protegendo-os de possíveis ameaças, e a mãe amamenta e cuida deles. Além disso, os irmão mais velhos também participam no cuidado, ajudando a carregá-los.

Administrado pela Sema, o “Quinzinho de Barros” é considerado um dos mais completos zoológicos da América Latina, classificado pelo Ibama na categoria A, que é a mais elevada. Além da conservação das espécies, o parque desempenha um importante trabalho de pesquisa, bem-estar animal, educação ambiental e lazer, que são as cinco funções de um zoológico moderno. O Zoológico Municipal está localizado na rua Theodoro Kaisel, 883, na Vila Hortência. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (15) 3227-5454.


Compartilhe