Projeto Abis permitirá a Polícia Federal armazenar mais de 50 milhões de dados biométricos

Programa já começara com 22 milhões de dados.

Projeto Abis permitirá a Polícia Federal armazenar mais de 50 milhões de dados biométricos Foto: Gerd Altmann/Pixabay

Projeto Abis permitirá a Polícia Federal armazenar mais de 50 milhões de dados biométricos

Polícia Por: Natalie Gallacci - 08/07/2021

O Projeto Abis (Solução Automatizada de Identificação Biométrica), fará com que a Polícia Federal tenha acesso a identificação de pessoas, tal como o biométrico das pessoas.

Por conta de um programa antigo, o Afis (Sistema Automatizado de Identificação de Impressões digitais), utilizado há mais de 16 anos em cenas de crimes ou a procura de desaparecidos, considerado referência internacional, sera desativado, sendo assim, o novo sistema já começara com um banco de dados com 22 milhões de cadastros.

A capacidade inicial do programa Abis será de 50,2 milhões de cadastros únicos, tendo a capacidade de expandir para identificar mais de 200 milhões de brasileiros. Ela irá consultar digitais, reconhecimento fácil e oferecer cruzamento de dados.

O objetivo é criar um banco de impressões totalmente unificado, que possa compartilhar os dados que já existem entre as secretarias de Segurança Publica em parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública e a Polícia Federal.

Em um comunicado da Policia Federal, a nota fala que a aquisição do novo sistema vira com equipamentos novos e que agentes polícias poderão se cadastrar, colher dados, fazer análises forenses, entre outros. Com os novos equipamentos uma estação portátil de cadastros e dados biométricos será usada por papiloscopistas.


Compartilhe