Deputado estadual é preso em Roraima suspeito de ser mandante de sequestro

Jalser Renier (Solidariedade) é considerado o mandante do crime contra o apresentador Romano dos Anjos.

Deputado estadual é preso em Roraima suspeito de ser mandante de sequestro Foto: Assembleia Legislativa de Roraima

Deputado estadual é preso em Roraima suspeito de ser mandante de sequestro

Polícia Por: Thiago Silva - 01/10/2021

Foi preso de forma preventiva nesta sexta-feira (1), o deputado estadual e ex-presidente da Assembleia de Roraima Jalser Renier (Solidariedade), sob acusação de ter sido o mandante do sequestro de Romano dos Anjos, apresentador e jornalista da TV Imperial, afiliada da Record TV.

O deputado foi alvo da Operação Pulitzer II, deflagrada pelo GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas) nesta sexta-feira, com apoio da polícia militar e civil do estado e o Ministério Público de Roraima. O pedido de prisão preventiva foi decretado pelos juízes do Poder Judiciário de Roraima Graciete Sotto Mayor Ribeiro. As investigações seguem sob sigilo de justiça.

Além da prisão de Jalser, mais três mandados de prisão foram cumpridos e oito mandados de busca e apreensão foram anteriores em Boa Vista. Também foram convertidas, sete prisões preventivas para temporárias, que foram feitas na primeira fase da operação.

Em agosto por via de outra operação, sete pessoas, sendo 6 policiais militares e 1 servidor da Assembleia Legislativa de Roraima, foram presos. Suspeitos de participação no sequestro, todos trabalhavam para Jalser na equipe de segurança, o mesmo diante dos fatos disse que ficou surpreso com a descoberta na época do ocorrido.

A vitima

Romano Dos Anjos foi sequestrado no dia 26 de outubro de 2020, o mesmo era muito incisivo nos seus comentários sobre política, e muito crítico aos maus políticos da região, sempre aprimorados no seu programa na TV Imperial. Segundo uma política, o motivo do crime contra Romano seria uma retaliação aos direcionados políticos que o apresentador fez na mídia.

O jornalista estava em sua casa acompanhado da esposa, quando homens encapuzados e armados o surpreenderam, e o levaram, para uma área de mata onde ele foi torturado por horas, o carro dele foi queimado e encontrado 12 horas após o sequestro.

O possível mandante

Jalser Renier vem sendo eleito e reeleito desde que entrou na política em 1994, o deputado está passando em muitos escândalos e problemas judiciais. Recentemente no dia 23 de setembro, o Ministério Público de Roraima denunciou o deputado por desvios milionários de dinheiro público da Assembleia Legislativa de Roraima por meio de fraudes em processos licitatórios, segundo o MPRR, os desvios ultrapassam R$ 1 milhão.


Compartilhe