Polícia investiga 12 pastores da Igreja Universal por desvios milionários

Igreja acionou as autoridades logo após perceber os desfalques nos dízimos.

Polícia investiga 12 pastores da Igreja Universal por desvios milionários Foto: Reprodução O Povo

Polícia investiga 12 pastores da Igreja Universal por desvios milionários

Polícia Por: Thiago Silva - 09/10/2021

Doze ex-pastores da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), passaram a ser investigados pela polícia civil, pois são suspeitos de integrar um esquema milionário de desvios de dízimos e verbas destravadas aos templos no Distrito Federal.

Ao perceber os desfalques, a própria IURD procurou as autoridades para realizar a denúncia e em seguida demitiu os doze suspeitos. Os valores ainda são estimados em cerca de R$ 3 milhões em desvios feitos pelo grupo liderado pelo ex-pastor regional, Nei Carlos dos Santos.

Segundo informações da Polícia, os religiosos teriam aberto empresas de fachada para lavar o dinheiro desviado, boa parte dos recursos teria sido desviado do “Culto dos 318”, reunião que é voltada para empresários e demais fiéis que desejam melhorar suas vidas financeiras.

Além de tudo os doze suspeitos teriam ligação, de acordo com as investigações, com o ex-garçom Glaidson Acácio dos Santos, vulgo “Faraó dos Bitcoins”, que foi preso em agosto deste ano pela polícia federal. Segundo investigações, as movimentações bilionárias do “Faraó dos Bitcoins ”tiveram início com o desvio de ofertas da Universal, supostamente comandada por Nei.

O caso segue sendo investigado pelo Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Decor), da polícia civil do distrito federal.


Compartilhe