Seis envolvidos nos assassinatos da fronteira, Paraguai x Brasil, são presos pela polícia

Possíveis ligações com facção paulista também é investigada.

Seis envolvidos nos assassinatos da fronteira, Paraguai x Brasil, são presos pela polícia Foto: Policia Nacional

Seis envolvidos nos assassinatos da fronteira, Paraguai x Brasil, são presos pela polícia

Polícia Por: Thiago Silva - 11/10/2021

A policia nacional paraguaia prendeu na manhã desta segunda-feira (11), seis envolvidos na chacina ocorrida entre sexta-feira (8) e sábado (9), na região de fronteira entre Brasil e Paraguai, nas cidades de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero.

Na ocasião, o vereador Farid Afif (DEM) foi morto em Ponta Porã, e Haylee Yunis, filha do governador de Amambay, no Paraguai, e mais 3 pessoas foram executadas ao sair de uma boate na manhã de sábado (9), em Pedro Juan Caballero.

A polícia investiga se os crimes têm ligações com a facção paulista PCC. Na operação desta manhã foram apreendidos também três carros, joias, documentos e drogas, segundo informações da polícia, as prisões ocorreram em uma casa que fica na área conhecida como Villa Estefan de Amambay, onde possivelmente os pistoleiros saíram para fazer as execuções.

Os suspeitos são seis brasileiros, e estão à disposição do Ministério Público, as investigações continuam para averiguar as possíveis ligações entre as mortes no Paraguai e a morte do vereador brasileiro com o PCC.

Os suspeitos foram identificados como: Hywulysson Foresto, Juares Alvers da Silva, Luiz Fernando Armando e Silva Simões, Gabriel Veiga de Souza, Farley José Cisto da Silva Leite Carrijo, e Douglas Ribeiro Gomes.


Compartilhe