Polícia Civil prende motorista de aplicativo acusado de estupro

A Polícia Civil de Iperó, com apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE) de Sorocaba, prendeu, na sexta-feira (9), um homem acusado de violentar uma mulher na Zona Rural da cidade. 

Polícia Civil prende motorista de aplicativo acusado de estupro Foto: Polícia Civil de Sorocaba

Polícia Civil prende motorista de aplicativo acusado de estupro

Polícia Por: Alexandre Branco - 11/10/2021

A Polícia Civil de Iperó, com apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE) de Sorocaba, prendeu, na sexta-feira (9), um homem acusado de violentar uma mulher na Zona Rural da cidade.

A vítima foi surpreendida enquanto voltava para sua casa caminhando. O acusado desceu do carro nu, apenas com os tênis nos pés, exigindo que ela não corresse, pois do contrário a mataria.

O homem se aproximou, puxou o cabelo da vítima e a jogou no chão. Em seguida, levantou sua saia e, mais uma vez, a ameaçou de morte caso tentasse reagir.

Desesperada e buscando ganhar tempo, ela interagiu com o acusado dizendo-lhe que onde estavam era um local por onde muita gente passava. Ele tentou colocar a mulher dentro do carro e, como não conseguiu, a arrastou até um eucaliptal próximo.

Na sequência, aproveitando que um outro veículo se aproximou e não conseguiu passar porque o carro do acusado estava obstruindo a passagem, a vítima começou a gritar por socorro e correu em direção a um pasto. O homem entrou no carro e também fugiu.

A mulher, que sofreu lesões na perna e nos braços, levada de ambulância até o pronto socorro, foi prontamente atendida e medicada.

Assim que tomaram conhecimento dos fatos, os policiais civis do Setor de Investigações Gerais (SIG) de Iperó deram início ao trabalho de investigação.

Por meio de pesquisas e imagens captadas por câmeras de segurança, foi possível identificar que veículo havia sido alugado em Sorocaba e seria utilizado para o transporte de passageiros através de um aplicativo. A partir desse momento os policiais civis de Iperó entraram em contato com a Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic), que destacou uma equipe do GOE para auxiliar nas diligências.

Na locadora, além dos dados do homem, os policiais souberam que ele havia solicitado um guincho, já que o veículo havia quebrado e que estaria retornando de táxi até o local para pegar um outro carro. Assim que chegou ao estabelecimento, o homem foi abordado e detido pelos policiais civis.

Embora tenha negado os crimes, a vítima, por meio de fotos, o reconheceu como autor das violências e ameaças que sofreu.

Encaminhado ao plantão da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sorocaba, o acusado foi reconhecido pessoalmente, assim como sua voz e o tênis que usava. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de estupro, previsto no artigo 213 do Código Penal. Após o término dos procedimentos de Polícia Judiciária, o homem foi levado até uma unidade do sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.  

Dois aparelhos celulares foram apreendidos e o trabalho da Polícia Civil prossegue, no sentido de descobrir se há mais vítimas do acusado.

(Com informações da Polícia Civil de Sorocaba)


Compartilhe