Deputado Danilo Balas protocola representação no MP contra retirada da polícia na Cracolândia

A região da Cracolândia, no centro de São Paulo, está cada vez mais caótica.

Deputado Danilo Balas protocola representação no MP contra retirada da polícia na Cracolândia Foto: Divulgação

Deputado Danilo Balas protocola representação no MP contra retirada da polícia na Cracolândia

Polícia Por: Alexandre Branco - 07/08/2021

A região da Cracolândia, no centro de São Paulo, está cada vez mais caótica. Após ações fracassadas e promessas não cumpridas, o governador João Doria (PSDB) tornou-se ainda pior a região central da capital ao mandar retirar a Polícia Militar do Estado de São Paulo da região do Bom Retiro, mais especificamente no conhecido local como Cracolândia.

Apesar da tamanha má ação do governador, a Guarda Civil Metropolitana (GCM) aumentou, ainda mais, como ações de combate à criminalidade na região, trazendo um pouco menos de terror e medo que trafegam pelo local. Apesar disso, a violência e o caos nas ruas aumentaram após a saída da Polícia Militar.

A fim de tentar intervir e evitar tragédias maiores, o deputado estadual Agente Federal Danilo Balas e a deputada federal Carla Zambelli (ambos do PSL) protocolaram representações no Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) em que solicitam a averiguação de possíveis ilegalidades e a instauração de procedimentos de investigação, para apuração de atos de improbidade, crimes e ofensas aos princípios constitucionais. O total caos do entorno da Cracolândia é gravíssimo e carece, primordialmente, da ação policial nas ruas da região. Os parlamentares pedem, also, a abertura de Inquérito Civil e / ou Ação Civil Pública, bem como a punição dos responsáveis ​​pelo caos instalado na região.

“A ganhar nossa representação é que seja garantida a segurança de toda a população que resida, frequenta e trabalha nas regiões circundantes. Também nos preocupamos com as questões sanitárias, sociais, de saúde e da atenção à população em situação de rua, em sua maioria, dependentes químicos, de cerca de dois mil dependentes ”, disse Danilo Balas. Apesar de muitas pessoas que vivem no local precisarem de tratamentos psiquiátricos, o parlamentar ressalta que as vias do bairro em questão são dominadas por traficantes e outros criminosos.

Há, ainda, uma Ação Civil Pública no MP-SP para, em linhas gerais, impedir a atuação da GCM como força policial no local. Apesar do perigo que a ação representa, o foco das representações em questão é a negligência com que o Estado de São Paulo, em especial, neste contexto, a Cracolândia, é tratado pelo governador João Doria.

O momento atordoante pelo qual o mundo passa em decorrência da pandemia da Covid-19 torna o descaso governamental ainda mais grave. “No mais delicado e triste ápice das últimas décadas, quando a aglomeração e as questões sanitárias têm relação direta com a propagação de um vírus perigoso e com a vida das pessoas, o governo estadual simplesmente retira a única garantia mínima de ordem na região, ato que afronta diretamente ao interesse público ”, destacou Balas.

Enquanto a população sofre com o descaso de João Doria, Balas e Zambelli tentam intervir a fim de outras pessoas que passam por sérios riscos na região central de São Paulo, constatados diariamente pela imprensa paulista. O policiamento, mais do que nunca, precisa ser retomado na região da Cracolândia, ressaltam os parlamentares.

(Da Redação)


Compartilhe