Cookies management by TermsFeed Cookie Consent

Vergonhoso: PM-SP escolhe Tarcísio como padrinho em formatura de sargentos e Doria cancela evento

O deputado federal por São Paulo, Coronel Tadeu (PSL), usou as suas redes sociais para divulgar um vídeo onde informa que o governador João Doria (PSDB) cancelou

Vergonhoso: PM-SP escolhe Tarcísio como padrinho em formatura de sargentos e Doria cancela evento Foto: Divulgação

Vergonhoso: PM-SP escolhe Tarcísio como padrinho em formatura de sargentos e Doria cancela evento

Polícia Por: Alexandre Branco - 14/02/2022

O deputado federal por São Paulo, Coronel Tadeu (PSL), usou as suas redes sociais para divulgar um vídeo onde informa que o governador João Doria (PSDB) cancelou o evento de formatura de sargentos da Escola Superior de Formação de Soldados da Polícia Militar do Estado. A decisão foi tomada após a Escola escolher o ministro Tarcísio Freitas, ministro da Infraestrutura do governo do presidente Jair Bolsonaro e pré-candidato a governador de São Paulo neste ano, como paraninfo da turma.

“O curso está quase acabando e no final do curso, escolhe-se um paraninfo, uma pessoa para ser homenageada. E quem a turma escolheu? O ministro Tarcísio Gomes de Freitas, futuro pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo e um ministro que está fazendo uma revolução na infraestrutura do País. E também, essa mesma turma de sargentos, escolheu para fazer uma homenagem, o falecido senador Major Olímpio.

O governador Doria não gostou, mandou cancelar a formatura e essa turma não terá direito a uma solenidade, como sempre se faz na Polícia Mmilitar. Ao que parece, as turmas receberão seus diplomas nas salas de aula ou serão apresentados nas unidades e ai então terá uma simples cerimônia”, contou Tadeu, lamentando a atitude de Doria que não respeitou a decisão soberana, por causa de sua vaidade.

Revoltados com o governador de São Paulo, cerca de 800 sargentos não terão o direito de comemorar com sua família e seus filhos um momento tão importante de suas vidas”.

O coronel Tadeu também afirmou que, em São Paulo, “todos odeiam o Doria” e cobra que ele volte atrás na decisão.

No domingo (13), o site oficial do governo de São Paulo publicou uma nota onde afirmou: O governo de São Paulo esclarece que não procedem as informações divulgadas pelo Coronel Tadeu (PSL) de que o governador João Doria teria mandado cancelar a cerimônia de formatura de uma turma de sargentos formada pela Escola Superior de Soldados devido à suposta escolha dos homenageados.

No entanto, a nota não esclarece se a solenidade de formatura está confirmada ou não.


Compartilhe