“Não sou negacionista, liberei R$ 20 bilhões para vacina”, declarou Bolsonaro.

Presidente também criticou governos petistas.

“Não sou negacionista, liberei R$ 20 bilhões para vacina”, declarou Bolsonaro. Foto: Reprodução R7

“Não sou negacionista, liberei R$ 20 bilhões para vacina”, declarou Bolsonaro.

Política Por: Thiago Silva - 11/10/2021

O presidente Jair Bolsonaro esta passando o feriado prolongado no Guarujá, litoral paulista, e antes de sair para um passeio de moto pela cidade ele conversou com jornalistas e apoiadores que se faziam presentes no local.

Bolsonaro, disse não ser “negacionista”, e disse que liberou R$20 bilhões para compra de vacinas, além disso, ele criticou a CORONAVAC e a vacinação para adolescentes.

“Não me chamem de negacionista porque só em dezembro a medida provisória foi um checão de R$ 20 bilhões para comprar vacina”, disse.

O presidente questionou o motivo da não divulgação das mortes pós-vacina.

“Não divulgam. Muita gente que tomou a segunda dose está morrendo. Por que muitos governadores e prefeitos vacinaram jovens de 12 a 17 anos? Baseados em quê? Recomendação da ANVISA? Estamos mexendo com vidas. Na molecada abaixo de 20 anos, a chance de não ter nada é de 99,9%. Compensa o custo benefício da vacina?”, comentou o presidente.

Ele ainda enfatizou a importância do zelo a economia, e o seu papel para evitar uma série de desempregos no país.

“Que nenhum prefeito reclame. São Paulo fechou tudo. A previsão de queda de arrecadação é de 20%. Tiveram superávit comigo. Quem deu trabalho fui eu, evitando a diminuição de empregos”

Bolsonaro ainda comentou que participará presencialmente dos festejos em homenagem a padroeira do Brasil, Nossa Senhora de Aparecida, No vale do Paraíba, em Aparecida, e quarta feira (13), estará em Miracatu, interior de São Paulo, para entrega de títulos de reforma agrária.

Ainda sobrou tempo de o Presidente ironizar os governos esquerdistas de Lula e Dilma, para os jornalistas que estavam presentes.

“Quero parabenizar o Lula e a Dilma [que] não deixaram nenhuma obra sem concluir no exterior, parabéns!”, disse Bolsonaro, mencionando a conclusão do metrô de Caracas.

O governo petista ao invés de realizar obras no Brasil usou dinheiro publico para financiar obras em Cuba e Venezuela.

“Parabéns ao PT, que trabalhou muito forte fora do Brasil com dinheiro nosso. Pergunta para quem está pagando a conta aí”, ironizou o presidente.


Compartilhe