Cookie Consent by TermsFeed Generator

Deputado federal Coronel Tadeu, visita o centro oeste paulista.

Parlamentar fez visitas a militares e autoridades políticas da região.

Deputado federal Coronel Tadeu, visita o centro oeste paulista. Foto: Concedida por Marcos Farto

Deputado federal Coronel Tadeu, visita o centro oeste paulista.

Política Por: Thiago Silva - 31/10/2021

O deputado federal Coronel Tadeu (PSL-SP), visitou a região centro oeste do estado nesta ultima sexta-feira (29) e sábado (30), o parlamentar fez visitas a lideranças e autoridades políticas regionais e também a militares.

O deputado participou da solenidade matinal no quartel do 9º Batalhão da Policia Militar na cidade de Marília, o coronel estava ao lado do seu assessor regional, o sargento da reserva Marcos Farto (PSL-SP), ambos foram recepcionados pelo Tenente-Coronel Mario Sérgio Nonato, com quem debateram os assuntos de segurança publica da região.

O parlamentar realizou também diversas visitas a instituições pela região, em Marília, visitou a Santa Casa de Misericórdia, APAE, UNIMAR, confraternizou com a Policia Rodoviária de Marília, e deu uma entrevista para a Radio Campestre.

O deputado também teve encontros com autoridades e políticos da região nas cidades de Quintana, Parapuã, e Tupã onde foi recepcionado pelo prefeito Caio Aoki (PSD). Na cidade de Tupã, o coronel esteve na residência do PM Maciel, que ostenta um impressionante acervo militar com variadas peças do exercito e da policia militar, o mesmo pretende fundar um museu militar na cidade e terá o apoio do Coronel Tadeu para que esse projeto saia do papel.

Nossa reportagem acompanhou os passos do deputado, que gentilmente nos cedeu comentários sobre alguns assuntos.

Perguntado ao parlamentar sobre a situação da CPI da Covid e a entrega do relatório final feita por Renan Calheiros (MDB-AL), ele nos respondeu;

“Bom o relatório da CPI acusa diversas pessoas e não apresenta nenhuma prova é o que eu sempre tenho dito nas entrevistas. A CPI para mim como parlamentar é uma vergonha, o que os senadores fizeram foi um papel chamado papelão, é um papelão mesmo, uma CPI deveria investigar os crimes os desvios de recursos públicos nos estados e nos municípios apenas se prestou a simplesmente fazer propaganda política e da pior qualidade para população brasileira. Então para mim essa CPI não vai dar em absolutamente nada e eu tenho dó do tempo e dos recursos públicos que foram gastos em uma ação que não vai dar em absolutamente nada”.

Já sobre o governo conturbado de João Dória (PSDB), o coronel não hesitou ao comentar a situação do gestor tucano;

“A população do estado de São Paulo foi Muito bem enganada por esse marqueteiro. Eu sempre falei que eu não voltei nele, nunca votaria nele porque conheço o caráter desse sujeito. Ele não presta, ele é um covarde, ele é um mentiroso, enganador e um marqueteiro, mas que conseguiu iludir milhões de pessoas na campanha de 2018. Em 2016, ele já tinha dado uma pequena amostra do seu poder de fogo e da sua maldade, quando se candidatou a prefeito de São Paulo. Infelizmente ele venceu e em 2018 veio para campanha para o governo do estado, também prometeu mundos e Fundos, e hoje nós vemos o estado de São Paulo devidamente arrasado por uma inconsequente gestão que ele vem fazendo em todos os setores, não há um setor que eu consiga encontrar algum mérito, apenas destruições, que foram feitas por ações do governo do estado de São Paulo, e a minha alegria é poder estar, desde já, em uma contagem regressiva para ver ele não só fora do governo do estado, mas principalmente fora da política, por que um sujeito desses nunca mais vai conseguir entrar para política”.

Sobre uma possível reeleição pessoal ou “voos” mais altos o parlamentar nos confidenciou que existe boas possibilidades;

“Em princípio eu sou candidato à reeleição ao mesmo cargo deputado federal. Mas nós sabemos que aqui no estado de São Paulo há uma carência muito grande de candidatos ao governo, ao Senado, e também ao cargo de vice-governador, e se eventualmente eu for convidado para disputar um desses três cargos, eu aceitarei com todo prazer, vou à luta não tenho medo de eleição não, o que eu quero é lutar pelo meu país e pelo meu estado. Os nomes que têm surgido, todos eles desagradam demais, e por onde eu ando no estado de São Paulo, eu não vejo ninguém feliz da vida com essa lista de pré-candidatos a governador, portanto se precisarem que eu dispute alguma eleição diferente pode contar com a minha força e energia também”.

O deputado finalizou comentando sobre as eleições de 2022 e suas expectativas;

“Nós estamos caminhando por uma polarização semelhante a que aconteceu em 2018. O dito centrão, os partidos de centro, estão tentando viabilizar uma terceira via, mas essa terceira via nunca decola, parece que é um aviãozinho sem motor mesmo só empurrando na pista, mas sem a menor possibilidade de decolar. Não ha uma união, é claro que não ha união desses partidos de centro, a vaidade, o ego, e a ganância acaba quebrando praticamente todo esse projeto, destruindo esse projeto de centro. O que vamos ter graças a deus é o presidente Bolsonaro reeleito até 2026 e o nosso bandido de nove dedos sofrendo a quarta derrota em eleições presidenciais, ele perdeu em 89, perdeu em 94 e perdeu em 98, então ele vem para quarta derrota, se é que ele vem para as urnas”.


Compartilhe