Cookies management by TermsFeed Cookie Consent

Líder espanhol, Santiago Abascal, participou do Congresso Brasil Profundo, realizado no Mato Grosso

O espanhol veio ao Brasil para participar do congresso a convite de Eduardo Bolsonaro.

Líder espanhol, Santiago Abascal, participou do Congresso Brasil Profundo, realizado no Mato Grosso Foto: Reprodução redes sociais

Líder espanhol, Santiago Abascal, participou do Congresso Brasil Profundo, realizado no Mato Grosso

Política Por: Thiago Silva - 11/12/2021

Um dos mais poderosos e influentes nacionalistas do continente europeu esteve em solo brasileiro e discursou contra o comunismo. Santiago Abascal, presidente do partido político VOX, veio ao Brasil a convite do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), onde participou do congresso Brasil Profundo, realizado no estado do Mato grosso nesta sexta-feira (10).

Abascal é um grande político anticomunista que realiza um trabalho de referência tanto na Espanha quanto no restante do continente Europeu. Em sua visita ele sugeriu uma “união mundial entre os patriotas” e ainda disse que um dos objetivos da vinda ao nosso país, foi “ aprender sobre uma nação que não se rende ”.

Em seu discurso, ele voltou a enfatizar sobre os perigos do Foro de São Paulo e o Grupo Puebla, ambas as associações são voltadas ao comunismo / socialismo a nível mundial.

“Precisamos desmascarar o Fórum de São Paulo e acabar com suas receitas criminosas”, disse o líder espanhol.

Abascal também apontou a estratégia utilizada por essas organizações de esquerda, que tem ligações diretas com o ex-presidente Lula.

“Eles não estão nos enganando, nós os conhecemos muito bem. Depois de suas boas palavras e seus discursos açucarados, por trás de seus coloridos e sorrisos, é o mesmo projeto totalitário e liberticida de sempre. Temos que desmascará-los e mandar suas receitas criminosas para o lixão da história ”.

“Espanha e Brasil têm um passado e um presente em comum. Nem os movimentos separatistas nem as oligarquias globalistas conseguiram derrotar nossos países. Fazemos parte de uma comunidade de 700 milhões de falantes de duas línguas irmãs, uma comunidade que nunca olhou na cor da pele e que agora tem de se tornar um pólo decisivo para o mundo que está por vir”, afirmou o dirigente do Vox.

Assíduo defensor da família, Abascal incluiu em seu discurso este importante pilar da sociedade.

“Temos que afirmar enfaticamente, com alegria, com entusiasmo, que a família é a instituição básica da sociedade. Que a família é amor, solidariedade, dedicação abnegada, cuidado e transmissão de conhecimento. A família é, em última instância, um refúgio diante dos poderosos que querem nos dizer como viver, como falar ou quem devemos amar”, disse.

Abascal encerrou seu discurso dizendo que se deve rejeitar uma “hegemonia cultural progressiva”.

“Contra o consenso esquerdista, devemos nos opor ao consenso do homem comum, ao consenso do bom senso”.

“O consenso dos homens simples que dia a dia constroem as suas casas e as suas famílias. O consenso das mães que trabalham de madrugada ao anoitecer para cuidar dos seus filhos. O consenso dos que acreditam na cultura do trabalho e do esforço. O consenso dos avós que querem segurança e ordem nas ruas e nas suas casas. O consenso, em suma, do novo Brasil que nasce, da nova Espanha de amanhã, da Iberosfera do futuro: livre do comunismo, viva, orgulhosa, levante-se ”, finalizou o líder.


Compartilhe