Sesai inicia mutirão de atendimentos médicos para a população indígena

Mutirão teve inicio nesta segunda-feira (12/07).

Sesai inicia mutirão de atendimentos médicos para a população indígena Foto: Divulgação/Ministério da Saúde

Sesai inicia mutirão de atendimentos médicos para a população indígena

Saúde Por: Natalie Gallacci - 13/07/2021

Foi iniciado nesta segunda-feira um mutirão de atendimentos médicos, odontológicos e exames nas tribos indígenas de Mato Grosso, a iniciativa veio por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), do Ministério da Saúde. Segundo o Ministério, mais de 2,3 mil indígenas terão atendimento, o esperado é que até o ultimo dia da ação, que será dia 26 de julho, mais de 6 mil tenham sido atendidos. A realização dos atendimentos será feita no Polo Base Leonardo, onde foi instalado 22 consultórios para atender a população indígena. O intuito do Governo é de auxiliar 24 aldeias de 16 etnias nas áreas de abrangência nos municípios de: Querência, São Felix do Araguaia, Gaúcha do Norte, Marcelândia, Nova Ubiratã, Paranatinga, Canarana, São José do Xingu e Paranatinga.

Contendo profissionais de variadas áreas, incluindo: oftalmologistas, pediatras, dentistas, psicólogos, entre outros, além dos tradutores. No quesito oftalmológico, foi inserido no local um lugar que produza rapidamente os óculos para quem precisar, com material tendo a capacidade de produzir até 1,5 mil óculos.

Segundo o secretario da Sesai, Robson Santos: "A ação de hoje reforça a atenção primária e leva atendimento especializado. A partir de uma parceria com a ONG [Organização Não Governamental] Doutores da Amazônia nós conseguimos trazer médicos especialistas, incluindo também outras especialidades, como dentistas e pessoal especializado em oftalmologia, inclusive com entrega de próteses e óculos".

Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, estava na inauguração e acrescentou que também será um ponto de vacinação contra a COVID-19. O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Xingu contém 3,9 mil indígenas aptos a receberem a vacina, atualmente, 65% da população do DSEI já tomou as duas doses e 79% já recebeu a primeira dose.


Compartilhe