Cookies management by TermsFeed Cookie Consent

Rio de Janeiro prolonga medidas de restrição até dia 09 de agosto.

Segundo Daniel Soranz, secretário municipal de saúde, mesmo que seja uma medida complicada, é necessária.

Rio de Janeiro prolonga medidas de restrição até dia 09 de agosto. Foto: Tomaz Silva

Rio de Janeiro prolonga medidas de restrição até dia 09 de agosto.

Saúde Por: Natalie Gallacci - 23/07/2021

Foi prolongado até o dia 09 de agosto as normas definidas no decreto publicado em 27 de maio de 2021 para combater a propagação do vírus da COVID-19, nas medidas além de permanecer o uso obrigatório da máscara, bares, quiosques, lanchonetes e resultado funcionar somente com os clientes sentados e com a distância de 1,5m entre as pessoas. Rodas de samba continuam sendo permitidas, desde que também sigam como regas de 1,5m de distância entre as pessoas e com uma lotação máxima de 40% nos locais fechados e 60% nos abertos, porém, apenas com os clientes sentados.

A fiscalização de se a medida está sendo tomada, é realizada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), pela Guarda Municipal do Rio de Janeiro e pelo Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e de Inspeção Agropecuária (IVISA-Rio) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Segundo Daniel Soranz, secretário municipal de saúde, o decreto está mantido até o dia 09/08, e não há flexibilização da cidade para mudanças, mesmo que seja uma medida complicada, ele reforçou que é necessário para evitar a propagação do vírus da COVID-19. Durante a apresentação do 29° Boletim Epidemiológico da Prefeitura do Rio, Soranz disse: "A gente sabe que é um momento muito difícil para as pessoas. As medidas restritivas estão sendo prorrogadas até o dia 9. Não é fácil para a sociedade, imagino que cada um tem uma história de vida.

Referente à transmissão que pode acontecer com a movimentação de pessoas de outros municípios na capital, o secretário comentou que as fronteiras só são administrativas, o que é uma situação complicada, pois as medidas restritivas são diferentes entre eles, assim como as situações vacinais. "Essa fronteira é administrativa e não existe na verdade. O fluxo de pessoas entre as cidades é muito intenso e entre os estados também é muito intenso. Nosso pedido para quem está na cidade do Rio de Janeiro é que continuar usando máscara, álcool em gel, utilizando na medida do possível ambientes abertos, evitando qualquer tipo de exposição desnecessária se assim for possível", especiais.

Comemorações

Daniel Soranz agregou que a análise da evolução do vírus é permanente na secretária e com base nas avaliações, são desenvolvidos os planejamentos, como uma probabilidade das festas de ano-novo, dos eventos religiosos, Carnaval em 2022 e o retorno do público em eventos esportivos. O secretário disse que é necessário dar previsibilidade para as pessoas sobre o que pode acontecer mais para frente. Até para as datas marcantes no Rio, como ano-novo e carnaval, dependente da compatibilidade das pessoas para utilizarem mascaras e evitar aglomerações.

Foi lembrado também pelo secretário que existem uma série de variáveis que influenciam esse processo, Soranz considera um ganho da Prefeitura do Rio anunciar o calendário de vacinação para o ano todo, podendo dar uma noção para as pessoas, porém, podem ocorrer mudanças caso tenha avanços na evolução do vírus.


Compartilhe