Vacina da Janssen é suspensa na Eslovênia após morte de jovem de 20 anos.

A jovem morreu por hemorragia cerebral e coágulos sanguíneos logo após tomar a dose da vacina.

Vacina da Janssen é suspensa na Eslovênia após morte de jovem de 20 anos. Foto: DN/Lusa

Vacina da Janssen é suspensa na Eslovênia após morte de jovem de 20 anos.

Saúde Por: Thiago Silva - 02/10/2021

O governo esloveno decidiu suspender temporariamente a vacinação com o imunizante da Janssen, do grupo Johnson & Johnson, para Covid-19, logo após o mesmo ser suspeito de causar a morte de uma jovem de 20 anos por hemorragia cerebral e coágulos sanguíneos.

Cientistas aconselharam o Executivo a fazer a suspensão logo após o ocorrido já que “poderia haver um vinculo não desejado entre esta morte e a vacinação”, disse Bojana Beovic, à frente do grupo de especialistas que assessora o governo esloveno.

O ministro da saúde, Janez Poklukar se pronunciou a respeito do assunto: "O ministério da Saúde pediu ao Instituto de Saúde Pública que suspendesse temporariamente as vacinações com a vacina da Janssen até que todos os detalhes deste caso sejam esclarecidos", afirmou o ministro.

De acordo com a imprensa local a jovem falecida havia sido internada em um hospital na segunda feira (27), em estado crítico.

Varias manifestações contra o governo e contra as vacinas foram registradas devido aos casos de mortes por conta dos imunizantes, alguns protestos com milhares de pessoas, houve também vários confrontos entre manifestantes e a polícia.

Outras mortes já haviam sido vinculadas a aplicação desta vacina, a Eslovênia tem a menor taxa de vacinação da União Europeia com apenas 47% da população “imunizada”.

Com a recusa da população em aderir a vacina, e para aumentar a taxa de vacinados no país, o governo esloveno divulgou recentemente, após aprovação, que as vacinas serão obrigatórias, mesmo com as mortes ocorridas após tomar o imunizante. A aplicação começou pelos funcionários no dia 1 de outubro.


Compartilhe