Cookie Consent by TermsFeed Generator

Campanha de multivacinação em crianças e adolescentes é prorrogada

O Ministério da Saúde decidiu nesta sexta-feira (29) prorrogar uma campanha de multivacinação em crianças e adolescentes, menores de 15 anos, até 30 de novembro.

Campanha de multivacinação em crianças e adolescentes é prorrogada Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil

Campanha de multivacinação em crianças e adolescentes é prorrogada

Saúde Por: Alexandre Branco - 29/10/2021

O Ministério da Saúde decidiu nesta sexta-feira (29) prorrogar uma campanha de multivacinação em crianças e adolescentes, menores de 15 anos, até 30 de novembro. O objetivo da campanha é promover a mobilização social para atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente (menores de 15 anos de idade).

Em meio a queda da cobertura vacinal desse público, especialmente durante a pandemia de Covid-19, a ação que começou no dia 1º de outubro, conta com a oferta de cerca de 18 imunizantes: BCG, Hepatite A e B, Penta (DTP / Hib / Hep B), Pneumocócica 10 valente, VIP (Vacina Inativada Poliomielita), VRH (Vacina Rotavírus Humano), Meningocócica C (conjugada), VOP (Vacina Oral Poliomielita), Febre amarela, Tríplice viral (Sarampo, rubéola, caxumba), Tetraviral (Sarampo, rubéola, caxumba, varicela), DTP (tríplice bacteriana), Varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano).

Até agora com mais de 3,2 milhões aplicadas São Paulo foi responsável pela maior parte delas (456.487), seguido da Bahia (283.230), Minas Gerais (261.673) e Ceará (226.298). Doses da meningocócica (444.491), febre amarela (349.551) e pentavalente (335.945) foram as mais procuradas, de acordo com a LocalizaSus.

Segundo o Ministério da Saúde, todas as vacinas, que integram o Programa Nacional de Imunizações (PNI), são seguras e estão relacionadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A atualização da situação vacinal, ressalta a pasta, aumenta a proteção contra doenças imunopreveníveis, evitando a ocorrência de surtos e hospitalizações, sequelas, tratamento de reabilitação e óbitos. Crianças menores de dois anos de idade foram as mais atingidas pela campanha, com mais 1,5 milhão de doses aplicadas.

(Da Agência Brasil)


Compartilhe