Amazonas flexibiliza normas de restrição da COVID-19

Normas foram divulgadas em decreto.

Amazonas flexibiliza normas de restrição da COVID-19 Foto: Patrick Marques/G1 AM

Amazonas flexibiliza normas de restrição da COVID-19

Saúde Por: Natalie Gallacci - 10/08/2021

Foi divulgado pelo Governo do Amazonas uma nova norma flexibilizando as normas de restrição estabelecidas para combater a disseminação do novo COVID-19 no estado. A administração estadual definiu inclusive as datas pata o retorno das aulas somente de forma presencial. De acordo com as novas normas, bares e restaurantes começam a poder funcionar como ocupação máxima 75% do local. Brinquedotecas e lugares parecidos para crianças, estão permitidas a funcionar com 100% da capacidade.

As academias vão poder atuar das 5h até 00h, com 50% de ocupação, sendo autorizado atividades coletivas e aulas, sob condição de respeitar as medidas, como o distanciamento e o uso da máscara. Escritórios poderão abrir em horário comercial, entretanto, o toque de recolher durante a madrugada, das 1h até as 5h, permanece.

Segundo o Governo do Amazonas, a flexibilização ocorreu por conta da condição da pandemia no estado, considerando o nível de ocupação de leitos nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), que está em 46%, enquanto os clínicos estão 31%. De acordo com Cássio Espírito Santo, o Secretário Executivo adjunto de Atenção Especializada ao Interior, “Isso vem mostrando as ações de vacinação que vêm sendo intensificadas nos municípios, o resultado da diminuição das internações, de óbitos e dos novos casos”.

Sendo o primeiro estado a voltar com o ensino presencial, estabeleceu um calendário para a volta das aulas em rede pública de modo 100% presencial. O retorno está agendado para o dia 23 de agosto nas escolas da capital e 08 de setembro nas do interior. Até o momento, as aulas estavam operando de maneira híbrida, com aulas presenciais, porém, com a opção de permanecer em casa com o ensino remoto.


Compartilhe